6 Comentários

  1. Ricardo

    Bom dia.
    Sou um MEI e no ano de 2014 precisei cancelar uma NF por erro no valor, posteriormente emiti uma nova NF. Minha dúvida é se o valor da NF cancelada deve somar ou subtrair o valor total da Receita Bruta que irei informar na Declaração Anual ?

    Obrigado

    Responder
    1. Juliana Marina Schvenger

      Ricardo, bom dia.

      É válido somente para a contabilização, as notas fiscais preenchidas corretamente. As notas fiscais inválidas, devem ser desconsideradas do montante da Receita Bruta de 2014.

      Agradeço a sua participação.

      Responder
  2. mario

    Olá, gostaria de saber se caso ainda não tenha emitido nenhuma NF, ainda assim preciso fazer a declaração??

    Responder
    1. Juliana Marina Schvenger

      Olá Mário,

      Sim é necessário fazer a sua declaração, mesmo que não tenha movimentação de receita no ano de 2014.

      A declaração é uma obrigação acessória, ou seja, você tem a obrigação de entregar mesmo que não haja movimentação na empresa.

      Qualquer dúvida, procure as Salas do Empreendedor do seu município. Acesse o site http://www.sebraepr.com.br/passeaqui.

      Agradeço a sua participação.

      Responder
  3. EDSON VIEIRA

    em 2014 emiti mais de R$60.000,00 em notas fiscais de serviço. como devo declarar o valor amais

    Responder
    1. Juliana Marina Schvenger

      Edson, boa tarde.

      Nesse caso temos duas situações:

      1º) o faturamento foi maior que R$ 60.000,00, porém não ultrapassou R$ 72.000,00. Nesse caso o seu empreendimento passará a ser considerado uma Microempresa. A partir daí o pagamento dos impostos passará a ser de um percentual do faturamento por mês, que varia de 4% a 17,42%, dependendo do tipo de negócio e do montante do faturamento. O valor do excesso deverá ser acrescentado ao faturamento do mês de janeiro e os tributos serão pagos juntamente com o DAS referente àquele mês.

      2ª) o faturamento foi superior a R$ 72.000,00. Nesse caso o enquadramento no Simples Nacional é retroativo e o recolhimento sobre o faturamento, conforme explicado na primeira situação, passa a ser feito no mesmo ano em que ocorreu o excesso no faturamento, com acréscimos de juros e multa.

      Por isso, recomenda-se que o empreendedor, ao perceber que seu faturamento no ano será maior que R$ 72.000,00, inicie imediatamente o cálculo e o pagamento dos tributos acessando diretamente o Portal do Simples Nacional, no endereço http://www.receita.fazenda.gov.br.

      Agradeço a sua participação.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *