121 Comentários

  1. Cesar

    Isso é uma palhaçada, os escritórios de contabilidade já vem sofrendo com pessoas que abrem o MEI e querem que o contador trabalhe de graça. Já que é assim, porque o CFC não estipula um valor mínimo que todos os escritórios contábeis devam seguir para cobrar os honorários, porque aqui tem Contabilista que cobra R$ 100,00 de honorário só para garantir clientes e em quanto isso os outros se ferram, ainda mais agora querendo aumentar o faturamento do MEI para R$ 120.000,00 anual…..

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Cesar!

      Bem, vale o seu desabafo… mas considere que mesmo o MEI não conseguirá proceder com todas as suas obrigações, afinal, para muitos serão obrigações complexas das quais um contador o faz com muita maestria, então, dedicar-se num primeiro momento para um atendimento gratuito pode trazer vários destes MEIs como clientes de seu escritório num futuro próximo.
      Não sou contador, mas afirmo que entendo seu posicionamento, e, nesta hora temos que seguir aquele velho ditado que diz: “do limão, faça-se uma limonada!”

      Responder
      1. Eduardo

        Comentario nobre de sua parte. Sou MEI e me senti respeitado. O aumento do valor pode incomodar alguns contadores que não são conseguem se adaptar ao novo. Esse aumento estimula o crescimento e por consequência o contador poderá ter bons frutos no futuro.
        Grato.

        Responder
        1. Edmilson Koji Tanaka

          Olá Eduardo!

          Cada pessoa tem o seu ponto de vista, o qual, infelizmente diverge significativamente… como sempre, não se agrada a “gregos e troianos” com uma mesma medida.
          Sem dúvida, um MEI tem todas as oportunidades de tornar-se uma empresa sólida, vindo a contratar um escritório contábil para seus procedimentos contábeis e fiscais… eu torço para que um grande universo de MEIs tornem-se empresas com regimes tributários que requeiram a responsabilidade técnica de um contador, para que todos possam trabalhar e ganhar seu merecido dinheiro!
          Agradeço seu posicionamento e apoio, aguardemos que muitos vejam sob essa ótica, e, desejo-lhe sucesso e que rapidamente se torne uma pequena, logo a seguir uma média e oxalá uma grande empresa!

          Responder
          1. Edmilson Koji Tanaka

            Olá Antonio Jorge!

            Infelizmente, parece que a mudança ficará somente para 2017!
            Vamos aguardar pelas novidades!

      2. Luiz eduardo

        Ola , gostaria de saber uma coisa, eu não emito nota fiscal para meus clientes, e nem tenho registro de saida das minhas vendas pois tenho uma mercearia, como vou fazer a declaração anual sem esse controle ? tem como a receita federal saber o meu faturamento sem eu emitir a NF para meus clientes ?

        Responder
        1. etanaka

          Olá Luiz Eduardo!

          Bem, seria recomendável que você tenha um registro de suas vendas, independentemente de fazê-lo sem a emissão de nota fiscal, fato este absolutamente permitido ao MEI.
          Para que você proceda com a declaração anual, existem alguns outros caminhos possíveis:
          a. movimentação de vendas pelos cartões (crédito e débito);
          b. movimentação em sua conta-corrente;
          c. suas notas fiscais de compras.

          Quaisquer dessas opções são absolutamente passíveis de fiscalização pela receita federal.

          Ah, e não se esqueça de que o prazo para entrega da declaração anual DASN-SIMEI já começou!

          Agradeço sua participação,

          Responder
    2. ROBERTO MORAIS

      Acho que os CFC deve mesmo colocar tabela para cobrar empresa do MEI
      Eu estou cobrando das empresas do MEI 300,00 para quem quer.

      Responder
      1. etanaka

        Olá Roberto!

        Os interessados em enquadramento MEI terão atendimento gratuito para o registro inicial. Se seu escritório oferece outros serviços que possam beneficiar o MEI, nada mais justo do que cobrar honorários por isso.
        Agradeço sua participação.

        Responder
    3. joe

      triste é essa excessiva gama de buracracias do simples que leva a empresa a fechar , na minha opniao de empresario o limite deveria ser de R$500.000,00 mesmo que tivesse diferença de imposto por faixa , atualmente estava no lucro presumido cai pro simples e agora ou fecho a empresa ou tento me adequar ao mei graças aos aumentos de impostos que sempre inventam

      Responder
      1. etanaka

        Olá JOE!

        Infelizmente somos campeões em burocracia e carga tributária em relação ao resto do mundo. Não raro é nos obrigarmos a regras um tanto quanto “pesadas”, mas, se queremos empreender, no momento é o que nos resta. Espero que consiga realizar seus “ajustes” para continuar empreendendo.
        Agradeço sua participação e desejo-lhe sucesso!

        Responder

    4. Sou MEI, mas não pretendo ampliar meu negócio, porque dependemos de temporada ser boa ou ruim.
      Como a temporada que estamos passando, está sendo para mim muito boa e como o limite de faturamento é limitado a R$ 60.000,00 possivelmente posso ultrapassar este limite em 2016.
      Pergunto, pela sua experiência, você acha que temos esperança em que o limite de faturamento ainda pode ser
      aumentado?.

      Responder
      1. etanaka

        Olá Carmen!

        Qualquer alteração no limite de faturamento que venha a ocorrer, certamente será para o próximo exercício de 2017, portanto, sinto muito mas, estou eliminando essa sua esperança, ok?
        Agradeço sua participação.

        Responder
  2. Gleiber Alves

    Os donos de Micro Empresa não querem perder tempo em correr atrás de burocracia, em termos prometem uma grande facilidade não precisa de contadores, mas como vão fazer com registro de funcionário o sebrae vai Fazer SEFIP? Claro que não então vão precisar do contador e nada lógico quê você cobrar um valor simbólico pelo seu trabalho e é o quê eu faço aqui no meu escritório inclusive este trabalho repasso pára os nossos colaboradores em forma de incentivo e nenhum desses clientes reclamam do preço todos ficam satisfeitos são muito bem atendidos e com aumenta o número de clientes.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Gleiber!

      É isso mesmo!
      Muitas operações obrigatórias pelo MEI não são possíveis de realização pelo próprio contribuinte, nessa hora o profissional contábil se faz necessário!
      Essa é uma das grandes importâncias desse profissional, e que, quando executados são obviamente merecedores de seus honorários.
      Que bom que pensa e age desta maneira, são oportunidades geradas a todos, para prestar serviços e ser remunerado por tal!
      Parabenizo-o pela sua prática e desejo-lhe sucesso!

      Responder
      1. ROBERTO MORAIS

        Quanto os serviços do contabilista, temos que incluir na lista de tarefas também que, dependendo da empresa o contador terá que resolver todos os tramites que a empresa do MEI terá na aquisição de mercadoria quanto ao desembaraço da mesma, sobretudo quanto as informações cadastrais camplexas exigidas por muitas Secretarias de Fazendas que por sua vez, detestam as empresas enquadradas no MEI, não dão resultados (arrecadação)

        Responder
  3. Rosemary

    Bom dia,
    Estou fazendo a declaração do MEI pela primeira vez, qual o valor mínimo que posso declarar ?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Rosemary!

      Não existe valor mínimo a declarar, você deve declarar o total de suas vendas ocorridas no ano-calendário, ok?
      Agradeço sua participação!

      Responder
  4. VILMA BENEDETTI

    COMO SERA NOVA FAIXA DO MEI 60 A 130.000?? EXISTIRA 2 FAIXAS UMA COM 0 A 60.000 E OUTRA COM 60 A 120.000 COM A PARTE DO INSS DIFERENTE UMA DE 5% E OUTRA COM 11% SALARIO MINIMO??? COMO SERIA?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Vilma!

      Sim, a proposta preliminar é essa, porém, ainda deverá passar por todos os tramites de aprovação até obter a sansão da presidência da república.
      Está sendo criada faixas de transição, sendo: até R$ 60 mil anuais, uma incidência de 5% e acima disso até R$ 120 mil uma incidência de 11% para efeitos do INSS.
      O que nos resta é aguardar as definições.
      Agradeço sua participação.

      Responder
        1. etanaka

          Olá Roberto!

          Ficou para 2017 a alteração do limite MEI.
          Neste ano de 2016, somente a alteração dos valores de contribuição em função do novo valor do salário mínimo.
          Agradeço sua participação.

          Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Patrícia!

      Não, absolutamente não há nenhuma chance!
      Tais alterações ocorrem, via de regra, no início de cada ano civil.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  5. Fabio

    Pelo que entendi, hoje eu que estou na tabela 3, vou pagar mais imposto.
    Hoje se a empresa fatura 300k por ano, paga 8,21%, e vai passar a pagar 12,25%!! 50% de aumento de imposto.
    Se a empresa fatura 600k por ano, paga hoje 11,31%, vai passar a pagar 14,75%.

    Tem algo errado nessa minha conta?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Fábio!

      Boa observação a sua… infelizmente é isso mesmo!
      Mas, como não temos nada ainda definido, a esperança é que essas alíquotas sejam menores…
      Agradeço sua participação.

      Responder
  6. Alexsandra

    Sou funcionária carteira assinada, poderia da baixa na minha carteira pra que eu me tornasse MEI???

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Alexsandra!

      Se você for funcionária de empresa privada não há nenhum impedimento que continue com a carteira assinada e formalizar-se MEI, salvo algumas exceções como: estar registrada como administradora de uma empresa ou ser funcionária pública onde o estatuto da instituição proíba tal ato.
      Agradeço sua participação e desejo-lhe sucesso!

      Responder
  7. Alexandre Alves

    Boa noite.

    Esta questão da parcela a deduzir, como será feita esta dedução ?
    Creio que se a renuncia de receita for elevada, no atual momento em que a economia brasileira se encontra, será mais uma “pedrada” no ajuste que tanto precisamos.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Alexandre!

      Foram elaboradas tabelas de incidências do simples nacional para os Anexos I ao IV, e, nelas, existem parâmetros dos valores de dedução, porém, ainda é um processo inicial, necessita tramitação para aprovação.
      Você poderá observar melhor e criar seu próprio parecer através do seguinte endereço: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1355648&filename=Tramitacao-PLP+25/2007
      É onde encontrei as primeiras informações ok?
      Agradeço sua participação.

      Responder
  8. izabel

    o projeto que aumenta o teto do faturamento mei de 60 mil para 120 mil, foi aprovado

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Izabel!

      Ainda tramitará para as devidas aprovações… por enquanto é aguardar!
      Agradeço sua participação.

      Responder
  9. Lucas

    Esse aumento de 60000 para 120000 e concerteza que entra em vigor em 2016 e válido para todo Brasil ?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Lucas!

      Sim, certamente é válido para todo o território nacional.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  10. Ronaldo

    Para empresa que ultrapassar o limite do simples, se porventura for aprovada a lei, ela poderá optar novamente já em 2016.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Ronaldo!

      A priori isso não será possível, pois, vale o ano-calendário em que o MEI exceder o limite. Porém, como não temos nada definido ainda, a opção é esperar pelas condições de mudança, o que deve acontecer mais ao final do ano.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  11. Roberto

    Olá Edmilson, o MEI atual tem um limite de R$60 mil por ano, caso eu me inscreva no mês de agosto só vou poder faturar R$ 5 mil X 5 meses = R$25 mil por ano.
    Neste caso sou obrigado a emitir nota fiscal de até R$5 mil por mês ou posso tirar notas com valores maiores mas, que no final das contas não ultrapassem o valor de R$ 25 mil por ano?
    Por exemplo posso emitir apenas duas notas até o final deste ano, uma de R$ 15 mil e outra de R$ 10 mil??? Isso é possível???

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Roberto!

      Sim, é possível sim… sua preocupação precisa estar voltada para o montante de notas fiscais emitidas para que não ultrapasse seu limite parcial… isso pode acontecer mediante emissão de uma única nota fiscal!
      Agradeço sua participação.

      Responder
  12. fabio redondo

    Olá Edmilson,

    A votação já está marcada? Temos como pressionar para a votação acontecer? Onde deveriamos enviar o apoio ao projeto?
    Outra duvida hotel e motel entra em qual coluna? Anexo III Serviços?
    No caso de um socio participar de duas empresas que estão no simples, a faixa de imposto é do faturamento de cada uma ou da soma das duas?

    Uma pessoa pode participar de duas ou tres empresas que estão no simples contanto que a soma dela não ultrapasse o limite de 7200000,00? Essa clausula continua ou será alterada.

    Onde encontro o projeto todo?

    Abs

    Responder
  13. angelo oliveira

    Acho a forma de arrecadação precária, gostaria de saber porque é desta forma, o Brasil ainda tem muito que evoluir.

    angelo

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Angelo!

      Bem, é o que temos em nossa legislação… a intenção justificada para o modelo atual é pela simplificação no recolhimento dos tributos, e, para as faixas iniciais, uma redução das alíquotas… é o que temos no momento!
      Agradeço sua participação.

      Responder
  14. Arlete Serra

    A LEI COMPLEMENTAR QUE ALTERA O VALOR DE MEI ESTÁ EM QUAL COMISSÃO NO CONGRESSO?O QUE FALTA PARA APROVAR?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Arlete!

      Ela acaba de passar pela aprovação da CÂMARA e segue para o SENADO… porém, as notícias são para alteração tão somente no exercício de 2017. Resta saber se todas as alterações, incluindo a elevação do limite do MEI estará nesse pacote de aprovações.
      Leia meu post de hoje onde trago alguma informação a respeito.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  15. Beto

    Sou MEI, mas entendo perfeitamente o lado do Contador (ninguém tem que trabalhar de graça).
    Porém os R$ 120.000,00 são bastante válidos para os MEI que trabalham como por ex. na categoria de ambulante.
    Att.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Beto!

      Agradeço sua opinião, e digo que você tem razão, ninguém tem que trabalhar de graça. O que interessa é saber aproveitar as oportunidades possíveis no mercado, não é mesmo?
      Desejo-lhe sucesso!

      Responder
  16. Marcos Limeira

    Concordo com todos, mas vejam que 53,11% dos MEI’S, em maio de 2015, estão inadimplentes. Fonte Brasil Econômico.
    Se o MEI não está pagando + ou – R$ 44,00, para ter os benefícios que a lei estabelece, quanto vc’s esperam receber de honorários?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Marcos Limeira!

      Agradeço pelo seu comentário… realmente o índice de inadimplentes é muito elevado, a expectativa é que todos se conscientizem sobre seus benefícios e compromissos.
      Desejo-lhe sucesso!

      Responder
  17. clesio

    Vou ser sincero, esse aumento se for aceito vai detonar com muitos contadores,pensem comigo, uma micro empresa normal que fatura 120.000,00 ja e obrigada a implantar cupom fiscal e ja um microempreendedor pode faturar esse valor, acho isso um valor irreal pra uma empresa que nao tem obrigatoriedade de ter um profissional contabil, quantos e quantos conradores eecem formados irao ficar desempregados! Pensem nisso! Por um lado e bom mas tenho certeza que sera muito pior pro nosso Brasil! Sera mais uma classe que entrara em crise! PODEM ESCREVER ISSO!

    Responder
  18. Resende

    Ola essa mudança, permitira que MEI Tenha duas funcionarias? Essas mudanças devera estar em vigor No incio de 2016?

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Resende!

      Essa mudança acredito que esteja fora de cogitação, afinal, isso fere a proposição do MEI que representa a atividade individual.
      Mudanças recentes, aprovada pela câmara de deputados, propõe que mudanças ocorram somente em 2017, agora é aguardar tramitação e aprovação pelo senado…

      Responder
  19. Henrique

    Oi Edmilson!
    Não entendo como se dá a inserção de categorias na lista de quem pode ser MEI.
    Sou ilustrador, um profissional que presta serviços à agências de publicidade, igual aos fotógrafos, que tiveram sua categoria inserida (justamente) na lista… Como se dá isso, é lobby, pressão aos parlamentares, sorte?
    Quem decide isso e o que os ilustradores precisariam fazer para serem incluídos também?
    Obrigado pela sua disposição em responder a todos.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Henrique!

      Eis uma boa pergunta… eu sinceramente não sei lhe responder a respeito… “parece” ser uma criação de profissões daquelas mais proeminentes ou conhecidas pelo mercado… seu caso também não deve ser tão raro a ponto de ser “esquecido”.

      Todas essas definições é sempre tratada pelo COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL, uma equipe designada em Brasília para tratar dos assuntos do simples nacional e por consequência, do MEI.

      Tentarei pesquisar e descobrir como essas definições acontecem, ok?

      Responder
  20. Carlos

    Olá Edmilson. O valor do MEI de 60.000,00 ao ano significa que eu posso comprar 5.000,00 por mês ou teria que ser 3.500,00. Alguns contadores divergiram em suas opiniões e eu fiquei confuso. Qual é o certo? Obrigado pela atenção dispensada á todos.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Carlos!

      O valor limite do MEI está atrelado diretamente a quanto o MEI VENDE, não existe diretamente uma determinação ou regulamentação para o volume de compras, por outro lado, este montante deve ser observado com atenção em função de que, por mais que não exista uma regulamentação, comprar demais e informar pouca venda na DECLARAÇÃO ANUAL DO MEI pode resultar em necessidade de explicar-se perante o fisco.
      Portanto, fique atento ao seu volume de faturamento, pois, é onde esta regulamentado o regime do MEI.

      Responder
  21. surama

    sou MEI mas meu irmao quer entrar com sociedade . se eu aceitar passo a se ME..

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Surama!

      O ingresso de sócios é uma das grandes premissas para se perder o enquadramento MEI, portanto, sim, você passará para a categoria de empresa normal, podendo optar pelo regime do simples nacional para efeitos de tributação.

      Agradeço sua participação.

      Responder
  22. Leandro

    Olá Edmilson
    Gostaria de saber quando o corretor de imóveis poderá se tornar MEI. Ja li varias vezes sobre o assunto. Inclusive que o CRECI SP ja estaria orientando os corretores sobre como cadastrar.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Leandro!

      Originalmente o MEI foi constituído para formalizar aquelas atividades até então ocorridas na informalidade, no caso do corretor de imóveis, já se trata de uma profissão devidamente regulamentada onde os profissionais já são regidos por procedimentos já padronizados, regulamentados e fiscalizados, por este motivo, entendo não ter sido considerada.
      Quanto as orientações do CRECI SP não saberia dizer sobre suas atividades, e, se existem orientações, certamente é porque essa entidade tenha alguma orientação a respeito.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  23. Maiara

    Bom dia Edmilson.

    Mais alguma novidade sobre o assunto?
    Você sabe dizer como está o andamento de todas essas alterações?

    Obrigada.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Maiara!

      Passamos por uma primeira aprovação pela CÂMARA DOS DEPUTADOS, porém, com muitas alterações, incluindo como data para início de aplicação em 2017.
      Resta-nos aguardar novas definições.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  24. VANIA

    Hoje quem fatura 360.000,00 que hoje paga 5,47% vai pagar 8,25%. Ou seja que está na faixa até a 6 antes da alteração, vai pagar muito mais…Essa tabela vai aumentar os impostos dos menores empreendimentos.

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Vania!

      Vale sim uma análise comparativa nas tabelas, também observei que algumas faixas atuais sofrerão sobremaneira elevação nas alíquotas… resta-nos aguardar para observar o que vai acontecer…
      Agradeço sua participação.

      Responder
  25. PAULO FERNANDES

    boa tarde Edmilson
    gostaria informação mei pode comprar empresas fora estado RJ,

    Responder
    1. Edmilson Koji Tanaka

      Olá Paulo Fernandes!

      Pode comprar de qualquer outra localidade, sem problema.
      Você deve ficar atento, no entanto, ao regime de tributação do ICMS dos Estados de origem e destino dessas compras, pois, podem ocorrer cobranças complementares aplicados pelos Estados.
      Recomendo que oriente-se no seu Estado e nos Estados em que planeja comprar!
      Agradeço pela participação.

      Responder
  26. Vitor

    A tendencia é que no futuro o contador vire um consultor e a profissao com a chegada da tecnologia a profissao seja extinta.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Vitor!

      Permita-me discordar de você… o contador é um profissional que ocupa um papel importantíssimo da vida das empresas e dos empresários… sem seu conhecimento técnico especializado, o planejamento e a gestão de um negócio certamente não será efetiva, portanto, não vejo que será extinta, mas sim, seus conhecimentos técnicos serão requeridos cada vez mais.
      Por mais que a tecnologia conduza essa classe profissional a trabalhar de maneira diferente – com o uso da informática – a figura profissional e seu domínio técnico ainda prevalecem.
      Quanto a se tornar um consultor, isso sim, concordo plenamente, aliás, nos tempos atuais, cada contador que se dedique a atuar como consultor estará levando muita informação e aprendizado importantes na vida do gestor de uma empresa.
      Agradeço sua participação.

      Responder
    1. etanaka

      Olá Leomar!

      O aumento dos limites de faturamento foi adiado para 2017, enquanto isso, é aguardar as negociações e aprovações no âmbito do Governo Federal.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  27. Felipe Almeida

    A alíquota de imposto da EPP, ELA é anual ou Mensal? Conforme o Faturamento?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Felipe!

      Uma empresa EPP recolhe seus tributos sobre o montante do faturamento no período… isso quando tratamos dos impostos sobre a venda.
      Agradeço sua participação.

      Responder

  28. Boa tarde. Gostaria de saber qual seria o valor de pagamento do Das para o MEI em 2016, e caso venha a ser aprovado o aumento para 120.000,00 em 2017 este valor da DAS subiria tambem? Em 2016 estimei pagar $60,00 por mês será que dwvo estimar um valor maior para o pagamento das DAS.?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Rômulo!

      Não houve alteração no limite do MEI para o exercício 2016, portanto, os valores de contribuição somente foram majorados em função do novo valor do salário mínimo, estabelecido em R$ 880,00 para 2016. O valor de contribuição representará 5% desse novo salário, acrescidos de R$ 1,00 se for comércio e de R$ 5,00 se for serviços.
      Certamente quando houver alteração nesse limite o valor de contribuição subirá também.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  29. Agnes meire

    Olá muito bom seus esclarecimentos, então infelizmente o aumento do teto só ficou pra 2017. O que acontece se um Mei emitir 61.250,00 de nota em um ano? Fiz as minhas contas e acho que ultrapassei 1.250 na emissao das notas na Mei do meu Marido. Como devo proceder nesse caso? Outra dúvida sou registrada como vendedora posso abrir uma Mei?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Agnes!

      Realmente a grande maioria dos MEIs estavam ansiosos pela elevação do limite, mas, ficou para 2017!
      Ao ultrapassar o limite de R$ 60 mil anuais, o MEI de seu marido perde o enquadramento para 2016, com isso, ele deverá contratar um escritório contábil para que proceda com a comunicação do desenquadramento por ultrapassagem de limite e imediatamente, proceda também com o enquadramento dessa CNPJ como uma empresa do simples nacional. Também, o valor ultrapassado deverá ser pago na alíquota do simples nacional, de acordo com a tabela de enquadramento que está associada diretamente a atividade da empresa.
      Você como funcionária registrada poderá sim constituir um MEI.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  30. Rosi

    Bom dia, sou enquadrada no mei, como prestação de serviços, gostaria de saber como é considerado futuramento se cobro valor pelos serviços prestados e sobre esse valor cobro também o valor do material, o seria considerado futuramento o valor somente do serviço prestado ou tbm o valor do material.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Rosi!

      O faturamento compreende o valor dos serviços prestados e dos materiais. Quando da sua declaração anual de receitas brutas, você deverá informar separadamente sua receita bruta na prestação de serviços e também a sua receita bruta dos materiais vendidos.
      Agradeço sua participação.

      Responder

  31. Prezado Sr. Edmilson Tanaka,

    Vejo com bons olhos o aumento da faixa de faturamento das empresas do Regime MEI, pois creio que isto, em alguma medida, irá impulsionar nossa economia. Quanto à prestação dos serviços profissionais de um contabilista, penso que esta irá crescer pari passu, porque, por mais que um cidadão deseje abrir uma empresa neste regime de tributação, sempre sentirá a necessidade de um profissional do ramo, já que ele ( MEI) não tem uma visão sistêmica do sistema tributário do nosso país. Um abraço fraterno Silvio Oliveira Recife – PE.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Silvio!

      Concordo plenamente com você com relação a possibilidade do crescimento da demanda aos escritórios contábeis. É certo que o empresário necessitará de apoio especializado, um exemplo é a existência de um funcionário, afinal, quem se encarregará de todos os procedimentos legais dessa contratação, não é mesmo?
      Agradeço sua participação.

      Responder
  32. Carlos Eduardo

    Ola, alguma alteração nos valores de faturamento das MEI para 2016?

    Responder
  33. Ana Cristina

    Bom dia!

    Qual a posição do Projeto hoje? Entrará em vigor só em 2.017 ?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Ana Cristina!

      Isso mesmo, qualquer alteração do limite deverá ocorrer tão somente para 2017.
      É aguardar para ver como serão as mudanças.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  34. Leonardo

    Nós MEI precisamos muito disto, porem o governo já deixou para ano 2017 e só aprovou 72 mil de teto… depois dizem que querem estimular a economia e a regularizar empresas informais… Faz um MEI 2.0 para aqueles que já tem MEI e precisam crescer… Ajuda Governo!
    Acredito não ser só uma questão de valores, mas sim um incentivo ao crescimento. Pois falamos de “receita bruta”, mas temos custo com telefone, internet, tarifas bancarias, material de consumo, aluguel, transporte etc. Ainda tem que sobrar um salário de “sobrevivência” e um valor para investir e poder crescer. A parte do investir para crescer tem sido minha meta e maior dificuldade, pois sobra muito pouco na ponta do lápis. Como fazer tudo isso com R$ 5.000,00 por mês?
    Acredito que isso não prejudica nenhum contador, pois uma hora a empresa vai crescer e vai necessitar de acessória e contador. Então logo mais clientes. E a “acessória grátis” seria só no primeiro ano, depois já vira cliente. 😀
    Agora pergunto como pressionar ou cobrar nosso governo numa medida e imediata que é essencial nesse momento de crise, que sobe o preço de tudo, desvaloriza a moeda, mas não aumenta o teto do MEI?????
    Quero crescer mais sair do MEI para o Simples me parece inviável e assustador com meu faturamento atual. Tendo que pagar bem mais imposto sobre serviços + contador + mais sistemas e outros custos que já previ que terei nessa mudança. Isso me assusta, preocupa e tem feito com que eu segure o crescimento da minha empresa.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Leonardo!

      Muito boa a sua interpretação, realmente, existem muitos custos também num MEI e eles são reajustados frequentemente, situação difícil para a sobrevivência das empresas.
      Todos estão na expectativa da elevação dos limites, não é mesmo?
      Um consolo é que para 2017 certamente mudanças ocorrerão, agora, é esperar!
      Agradeço sua participação.

      Responder
  35. FONTENELE

    EU GOSTARIA DE SABER SE O PARTICIPANTE DO MEI ULTRAPASSAR O LIMITE DE COMPRAS DE 60 MIL PRA 72380.00 COMO A RECEITA VAI AGIR QUAIS RISCOS ESTARA CORRENDO …

    Responder
    1. etanaka

      Olá Fontenele!

      O que é determinado pela Receita Federal com relação ao enquadramento MEI é o limite de VENDAS, em R$ 60 mil, válido ainda para este ano.
      Caso você ultrapasse esse limite, na proporção em que relata, o efeito é que você perde o enquadramento MEI de maneira retroativa, ou seja, terá que recolher os tributos na condição de empresa do simples nacional, retroativo a todo o exercício.
      Essa condição deverá ser formalizado através de um escritório contábil que, além de comunicar a ultrapassagem do limite, procederá com o seu enquadramento no simples nacional
      Recomendo que procure e contrate o quanto antes um escritório contábil.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  36. FONTENELE

    O GOVERNO AGI DE FORMA A PRESSIONAR OS PARTICIPANTES DO MEI A ABRIR UMA EMPRESA MAIOR E PAGAR IMPOSTOS EM ANO DE INFLACAO LOUCA COMO ESTA COM TUDO SUBINDO O CARA QUE COMPRA 5 MIL POR MES COM MARGEM DE LUCROS DE 30% E COM AS DESPESAS QUE SO AUMENTAM NAO TEM GEITO NAO SE CONSEGUE SUPERAR ISSO NUNCA

    Responder
  37. Fátima Lima de Menezes

    Bom dia!
    Um MEI que utiliza cartões de débito e crédito para venda de seus produtos está obrigado a emitir nota fiscal?
    O serviço é de recarga telefônica e 90% desse serviço é pago através de cartões.
    A Receita Federal será informada sobre essa movimentação?

    Muito obrigada!!!

    Responder
    1. etanaka

      Olá Fátima!

      O fato de vender através de cartões de crédito ou débito não a obriga a emitir nota fiscal. Essa prática só necessita ocorrer em 2 situações: quanto vender para empresa ou quando um cliente particular solicitar o documento.
      Toda movimentação ocorrida através de cartões é obrigatoriamente comunicada pelas administradoras à receita federal periodicamente.
      Agradeço pela sua participação.

      Responder
  38. Adriano

    Sou MEI ultrapassei em 2015 o valor de 60 mil, chegando a 69 mil, o que devo proceder, em 2016 não tenho projetos de crescimento, pois o mercado anda muito parado, é possível pagar pelo que ultrapassei e me manter no MEI, caso contrário posso pedir para encerrar o MEI e voltar a trabalhar em outra áreas ate mesmo registrado em carteira, e em 2017 caso volte a melhorar posso abrir novamente o MEI estou sem saber o que fazer?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Adriano!

      Por ter atingido o montante de R$ 69 mil, você perde o enquadramento MEI para o exercício de 2016 e deve efetuar o pagamento de imposto sobre o excedente de R$ 9 mil. Para isso, será necessário você procurar por um escritório contábil de sua confiança e solicitar que profissionais habilitados tecnicamente procedam com a comunicação da ultrapassagem do limite, que efetue a emissão de DAS para quitação do imposto sobre o excedente e após, proceda-se a baixa do seu CNPJ.
      Se, em 2017 você desejar obter novamente um novo enquadramento MEI, não haverá nenhum empecilho.
      Agradeço sua participação e desejo-lhe sucesso!

      Responder
    1. etanaka

      Olá Nelson!

      Vixi, neste caso o MEI está ultrapassando duas vezes o limite permitido.
      A consequência é a perda retroativa da condição MEI e a obrigatoriedade em efetuar o pagamento dos impostos pelo regime do simples nacional, mês-a-mês, de todo exercício, pagando inclusive multa e juros.
      Recomendo que procure imediatamente um escritório contábil para proceder com a sua regularização.
      Agradeço sua participação.

      Responder

      1. e Nesse caso ? Boa noite ! Se eu ultrapasso em serviços tenho que pagar impostos ? qual a preocupação de fato pois meu cliente deposita em minha conta e me paga por boletos que emito também pela caixa econômica ,e não me pedem nota fiscal de serviços, nunca emiti essas notas, a receita federal tem essa referência de quanto eu recebo ? como são computados os impostos : pelas notas que emito de serviços ? de vendas ? de compras ? e se não emito nota nenhuma e recebo por boletos pelos serviços com o que devo me preocupar ? seja sincero kkkkkkkkkk sem puxar o saco do governo kkkkkk ou alguém rastreia esse dialogo com todos nós kkk obrigado é so brincadeirinha .

        Responder
  39. jose

    Boa noite ! Se eu ultrapasso em serviços tenho que pagar impostos ? qual a preocupação de fato pois meu cliente deposita em minha conta e me paga por boletos que emito também pela caixa econômica ,e não me pedem nota fiscal de serviços, nunca emiti essas notas, a receita federal tem essa referência de quanto eu recebo ? como são computados os impostos : pelas notas que emito de serviços ? de vendas ? de compras ? e se não emito nota nenhuma e recebo por boletos pelos serviços com o que devo me preocupar ? seja sincero kkkkkkkkkk sem puxar o saco do governo kkkkkk ou alguém rastreia esse dialogo com todos nós kkk obrigado é so brincadeirinha .

    Responder
    1. etanaka

      Olá José!

      Bem, vamos falar SÉRIO ok? kkkkk
      Em qualquer das categorias de empresas (indústria, comércio ou serviços), ao ultrapassar o limite anual estabelecido, passa a pagar impostos na condição das empresas simples, sendo que, se o volume ultrapassado não superar os 20%, pagará somente pelo excedente, e, se ultrapassar acima de 20% do limite anual, pagará impostos na condição de simples nacional de maneira retroativa a todo o exercício, pagando inclusive multa e juros. O cálculo dos impostos ocorre sempre pelo volume de suas vendas.
      Movimentações financeiras em conta-corrente são informadas permanentemente pelo Banco Central à Receita Federal e movimentações financeiras através de cartões de crédito e débito são informados periodicamente pelas administradoras de cartões, também ao Banco Central.
      Existem meios de sobra para sermos fiscalizados e auditados, portanto José, o negócio é trabalhar certinho!
      Viu como fui sincero?
      Agradeço sua participação.

      Responder
  40. Eliane Silva

    Olá, sou MEI, mas tenho um trabalho fixo também. Como proceder com o imposto de renda? Continuo fazendo um de pessoa física e faço outro de jurídico? Ou posso fazer uma só declaração? Qual é a forma correta?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Eliane!

      Como MEI você necessitará apresentar a DASN-SIMEI, cujo prazo já encontra-se em vigor e vai até o último dia de maio. E, como pessoa física você deverá apresentar normalmente a sua declaração de imposto de renda – IRPF, não esquecendo de informar as 2 fontes de receitas: do seu emprego remunerado e do seu resultado como MEI.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  41. Fabio

    Gostaria de fazer uma pergunta já fazendo… rsrs
    Eu me cadastrei no MEI com a renda de 2500, por mês, só que no meu primeiro mês já estol podendo gastar mais pra fazer compras. Eu posso compra a mias do que eu me cadastrei? e qual e o limite para nao pagar o imposto de renda ainda? por mês?

    Responder
    1. etanaka

      Olá Fábio!

      Você precisa ter como principal preocupação é não ultrapassar o limite dos R$ 60 mil de faturamento anual. Quanto as suas compras, sugiro que compre dentro de sua necessidade, sendo que não existe um padrão estabelecido ao valor de compras.
      Para a questão do imposto de renda, vale observar sempre os limites vigentes do IRPF.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  42. Gustavo Henrique Morelli

    Olá. Gostaria de saber se ultrapassar menos de 1% do limite de 60 mil atual da MEI faz perder a condição de MEI? Obrigado e parabéns pelo trabalho.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Gustavo!

      Sim, basta ultrapassar em R$ 0,01 o limite de R$ 60 mil, perde-se a condição do MEI para o exercício seguinte.
      Agradeço sua participação e convido-o a permanecer conosco, periodicamente estaremos postando assuntos interessantes.

      Responder
  43. Renata Martins

    Bom dia! Sou MEI e embora ainda não esteja arrecadando acima de R$ 60.000,00 anual, penso em uma maior visibilidade e,para que isso aconteça, preciso que a minha loja esteja melhor localizada. Achei um Centro Comercial para onde gostaria de me mudar, cujo valor do aluguel da loja + IPTU + Condomínio será R$ 5.200,00 mensais. Acredito que a loja, à princípio, não irá faturar o suficiente para esse pagamento e terei que complementar esse valor através de uma outra renda. É possível estabelecer minha loja neste Centro Comercial, mesmo que o pagamento do espaço da loja seja maior do que um MEI pode arrecadar mensalmente? Desde já, muito obrigada.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Renata!

      Sob o aspecto técnico do enquadramento MEI não existe nada que a impeça de agir desta maneira. Já no aspecto econômico e financeiro, pergunto se seria interessante agir assim? Não seria muito custo em troca de uma maior visibilidade? Ou essa maior visibilidade já não a alavancaria a ponto de crescer acima do limite do MEI?
      Minha recomendação é que você faça um estudo e tente “dosar” seu investimento ao MEI, OU, já adequar a sua empresa para estar fora do MEI.

      Responder
  44. Alex Coslop

    Olá Etanaka,

    E ai será mesmo que vai aumenta o faturamento para MEI este ano?

    Abraços!

    Responder
    1. etanaka

      Olá Alex!

      Infelizmente não Alex, novo aumento de limite somente para o exercício de 2017.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  45. NILDO

    Gostaria de saber se o mei ultrapassar o valor anual de 60.000 , ele ponde ainda continuar sendo mei, mesmo que a movimetação vai continuar sendo abaixo dos 60.000?
    E se nâo poder continuar sendo mei, eu posso da baixa e abrir outro mei?

    obrigado.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Nildo!

      Ao ultrapassar o limite você perde a condição de MEI, mesmo que no exercício seguinte tenha redução no seu volume de faturamento. A opção é comunicar o seu desenquadramento, operar como empresa do regime simples nacional por um exercício e somente após, voltar a condição de MEI.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  46. Ana Luiza

    Boa noite!
    Sou MEI e já fiz minha declaração anual (DASN – Simei).
    Como fica a pessoa física? Declaro como isento?
    Obrigada!
    Ana

    Responder
    1. etanaka

      Olá Ana Luiza!

      Você deve apresentar a declaração do IRPF independentemente da entrega da DASN-SIMEI, verifique somente se sua condição a obriga a tal apresentação. Casos como retenção de IRPF já se faz necessário a entrega da declaração, até para o caso de obter restituição do imposto pago.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  47. PAULO

    A MINHA PERGUNTA É? SERÁ QUE VAI SER MESMO DE 120.000,00 O VALOR ANUAL DE MEI, DESDE JÁ A SUA EXISTÊNCIA NÃO SOFREU NENHUM REAJUSTE, LE EM ALGUNS SITE QUE PODERIA FIXAR 72.000,00

    Responder
    1. etanaka

      Olá Paulo!

      O MEI já teve um aumento de limite de R$ 36 mil para os R$ 60 mil atuais. Teremos, bem provável, uma elevação desse limite porém, para o exercício de 2017.
      Até lá só nos resta aguardar para saber como ocorrerá essa alteração.

      Responder
  48. nelson

    seria uma boa, mas quando sera aprovado? e me ajudem ai a minha mei sempre passa dos 5.000 as vezes fecha com 9 como devo fazer

    Responder
    1. etanaka

      Olá Nelson!

      Você precisa observar e se possível, projetar seu faturamento para verificar se ultrapassará o limite de R$ 60 mil anuais. Se a resposta for positiva, e, ela for superior a R$ 72 mil, o melhor seria mudar seu regime para o simples nacional e assim recolher os tributos mensalmente, para evitar o pagamento de multas e juros no próximo ano.

      Responder
  49. Everson Leão

    Ola,
    Tenho duas dúvidas quanto ao MEI:
    1- Se eu estiver dentro do limite dos R$ 60.000,00 posso emitir notas com valores superiores a R$ 5.000,00 em um mês determinado (ex. uma venda para uma grande associação no valor de R$ 40.000,00);
    2- No que concerne as vendas para consumidores finais, posso emitir uma só nota no final do ano? Ou devo emiti-las uma a uma? Se no final do ano, como faço para emiti-las sem o CPF de referência?
    Desde já, agradeço sua atenção.
    Everson.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Everson!

      1. você pode emitir livremente as notas fiscais, bastando que não ultrapasse o limite anual.
      2. não será necessário emitir notas fiscais para os consumidores finais, a menos que seja solicitado pelo cliente, daí, a emissão deverá ocorrer a cada venda realizada.

      Responder
  50. Adriana Santos

    Olá!
    meu esposo trabalha com execução de serviços de gesso,e está enquadrado no mei no código de atividade 43.30-4/03.
    Gostaria de saber se o valor de R$ 60.000,00 anuais,é contabilizado entre o material utilizado e mão de obra.

    Responder
    1. etanaka

      Olá Adriana!

      Sim, o limite de R$ 60 mil trata do volume total de faturamento ocorrido, ou seja, o montante que seu marido cobra para execução de cada obra.
      Agradeço sua participação.

      Responder
  51. Allan

    Olá, sou cadastrado no MEI como guia de turismo e até agora não passei da cota de R$60 mil por ano, mas acredito que em 2016 isso poderá ocorrer lá pra outubro. A minha pergunta é a seguinte, seria possível (ou ilegal) emitir uma RPA ao invés de NF para as empresas que presto serviços para manter minha conta dentro dos 60 mil a partir do momento que estiver próximo ao limite (nesse caso a empresa me descontaria a taxa do ISS)?

    Aproveitando a oportunidade, gostaria de saber se as gorjetas que recebo nos meus tours devem ser declaradas? Caso positivo, se não forem declaradas, já que isso é algo muito difícil de ser rastreado, se existe algum problema?

    Muito obrigado pela atenção e parabéns pelo excelente trabalho.

    Responder
  52. Denise Andrade

    Olá,

    Por favor, gostaria de saber se já está em vigor essa alteração
    MEI – Micro Empreendedor Individual ……… Limite de R$ 120.000,00 para cada ano-calendário

    Responder
    1. etanaka

      Olá Denise!

      Esse aumento de limite ainda não ocorreu, bem provável aconteça para 2017, ok?

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *